Dicas | A alimentação a apartir do milho.

    O milho é um dos alimentos mais versáteis do mundo. Pode ser colhido antes de os grãos estarem maduros para ser consumidos na espiga. Maduros os grãos podem ser moídos ou deixados inteiros para serem utilizados de várias maneiras:por exemplo flocos de milho para o café-da-manhã ou pipoca. Outros são moídos em farinha de texturas diversas. O milho é uma boa fonte de ferro, mas é pobre em outros nutrientes comuns na maioria dos cereais. O milho amarelo contém carotenos antioxidantes, ao contrario das variedades brancas.
Canjica: São grãos secos de milho branco ou amarelo, inteiros ou partidos, dos quais a casca e o germe foram removidos. Precisa ser amolecido pela fervura em leite ou água.
Canjiquinha: É a canjica moída em diversas texturas: fina, média ou grossa. Costuma ser cozida como mingau com água ou leite, até ficar consistente, para ser servido no café-da-manhã ou como acompanhamento em pratos de carne.Como da canjica e da canjiquinha removem-se o germe e a casca externa, o teor de nutrientes é reduzido. Nos Estados Unidos onde a canjica e a canjiquinha são populares estes são enriquecidos com vitaminas do complexo B e ferro.
Farinha de milho (fubá e polenta) é milho moído em várias texturas, desde um pó fino até farinhas mais grossas. Contém aproximadamente 95% do grão integral e é uma boa fonte de ferro. Pratos feitos com farinha de milho, como mingaus, bolos, broas, panquecas e pão, apresentam carboidratos complexos numa forma facilmente digerível. Uma das maneiras mais comuns de usar a farinha de milho é no tradicional prato do norte da Itália, a polenta, no qual a farinha de milho é cozida em água ou caldo até engrossar. Pode ser consumida tanto cremosa quanto purê, ou firme . Existe uma farinha de milho especial para polenta de um amarelo vivo e com textura granular como a da semolina.
Masa harina: é a farinha usada para tortillas de milho. Grãos de milho secos são deixados de molho e depois cozidos em água de cal (água misturada com óxido de cálcio), antes de serem moídos em forma de farinha, que em seguida é seca. 
Texto da escritora Luzia Couto. Direitos Autorais Reservados a autora. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer natureza ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte desta obra, sem autorização expressa da autora sob pena de violação das Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual. -Luzia Couto é autora do Romance "Uma prisão no paraíso", á venda nas livrarias Clube de Autores (Versão Impressa) e Amazon (Versão Digital).